Toptrends promove leilão de esculturas da CowParade em prol de instituições afetadas pela pandemia do novo coronavírus

Toptrends promove leilão de esculturas da CowParade em prol de instituições afetadas pela pandemia do novo coronavírus

Renda será revertida para o Hospital Cruz Verde, que trata gratuitamente pacientes com paralisia cerebral grave, e para o Instituto Feira Preta, que apoia centenas de famílias em vulnerabilidade social

Toptrends, empresa referência em projetos de arte de rua e ações de responsabilidade social, promove leilão virtual, na próxima segunda-feira, dia 27 de julho, em prol do Hospital Cruz Verde e do Instituto Feira Preta, instituições sociais afetadas pela crise do novo coronavírus. Serão leiloadas 45 esculturas de vacas, parte do acervo da exposição CowParade, considerada um dos maiores eventos de arte urbana do mundo, realizada nas cidades de Fortaleza e Salvador.

Com lance inicial de R$ 6 mil, as obras de arte já estão disponíveis no site do leiloeiro Roberto Magalhães Gouveia. Entre os artistas cearenses e baianos que assinam as “vaquinhas do bem” estão Carlus Campos, Edmar Gonçalves, F. Soraia, Israel Nery, Mário Luz, Nubia Pinheiro, Tereza Diquinta, TipoGrafite, Wesley Rocha, Lucas de Ouro e Narcélio Grud.

De acordo com Catherine Duvignau, fundadora e presidente da Toptrends, que detém os direitos de licenciamento da CowParade no Brasil, a responsabilidade social faz parte do DNA da empresa. “Além de encantar a todos por onde passa, ao final de cada edição as esculturas de vacas são leiloadas em prol de causas sociais e, este ano, vamos disponibilizar parte do nosso acervo à arrecadação de recursos para o Hospital Cruz Verde, que trata pacientes com paralisia cerebral, e o Instituto Feira Preta, que atua à frente de iniciativas para combater o impacto da pandemia na vida de centenas de famílias em situação de vulnerabilidade”, acrescenta a executiva.

O Hospital Cruz Verde, referência em paralisia cerebral grave na América Latina, atende 204 pacientes em regime de internação e realiza cerca de 8.000 atendimentos, por ano, no ambulatório. “O leilão virtual abre uma janela de oportunidade para que o público conheça melhor a nossa instituição. Com a pandemia, tivemos que interromper grande parte das ações e eventos geradores de recursos que ajudam no custeio dos nossos atendimentos”, conclui Marilena Pacios, superintendente do hospital.

O Cruz Verde presta assistência integral, numa proposta de atendimento individualizado. O paciente tem acesso a uma equipe multidisciplinar que envolve as áreas de neuropediatria, fisioterapia, terapia ocupacional, além de psicólogos, fonoaudiólogos e, algumas vezes, professores especializados.

Entre as muitas iniciativas do Instituto Feira Preta com foco no combate aos impactos da pandemia do novo coronavírus, está o Fundo Emergências Econômicas 50+, criado em parceria com a Coalizão ÉDITODOS, que reúne empresas e Organizações da Sociedade Civil (OSCs) de impacto social, em vários estados do Brasil, para apoiar mulheres pretas periféricas e também com o recorte etário – com mais de 50 anos – e suas famílias.

“A pandemia atingiu drasticamente a população negra que, em circunstâncias normais, já sofre com a imensa desigualdade social. O recurso gerado pelo leilão da CowParade será destinado aos empreendedores mais vulneráveis assistidos pelo Fundo 50+, em especial às mulheres que, muitas vezes, são chefes de família e têm em seus negócios – interrompidos pela pandemia – o único sustento”, explica Adriana Barbosa, fundadora e CEO do Instituto Feira Preta.

Serviço:
Leilão virtual CowParade, em prol do Hospital Cruz Verde e do Instituto Feira Preta
Data: 27/7/2020, às 20h
Conheça as obras: leiloeiro Roberto Magalhães Gouveia

 

maxwelladmin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *