Roteiro baseado em livro de escritora brasileira recebe prêmio internacional

Roteiro baseado em livro de escritora brasileira recebe prêmio internacional
Um Lenda japonesa”, roteiro baseado no livro de Adriana Jungbluth de mesmo nome, supera concorrentes de todo o mundo e vence premiação internacional

Publicado no Brasil pelo Grupo Editorial Coerência, o livro “Um Lenda Japonesa” está próximo de chegar aos leitores de território estrangeiro. A história literária escrita por Adriana Jungbluth, que foi adaptada para roteiro audiovisual de longa-metragem de animação, venceu uma premiação internacional nesta última terça-feira (28).

Sucesso de vendas no Brasil, “Uma Lenda Japonesa” foi adaptado para roteiro de longa-metragem pela escritora e roteirista Adriana Jungbluth e após acirrada competição internacional, foi declarado vencedor na categoria Melhor Roteiro Não Produzido no festival BAFF (British Animation Film Festival). A premiação anual, que já acontece há 10 anos, tem como objetivo reconhecer e premiar as melhores iniciativas de entretenimento em animação em âmbito internacional.

“Estou muito feliz com a premiação. Espero que em breve o público possa se emocionar com a aventura de Aileen e Kasigi também nas telas”, disse a roteirista e escritora em entrevista.

“Uma Lenda Japonesa” foi lançado na Bienal do Rio de Janeiro em 2019 e é o primeiro livro publicado pela autora. Disponível nas versões impressa e digital no Brasil, o livro conta a trajetória de uma garota de 16 anos, na busca pela cura de uma doença misteriosa que se abate sobre o Japão da era dos samurais. Recheado de aventuras, lutas de guerreiros milenares e com um leve romance, o livro será lançado em breve em sua versão em inglês.

O lançamento está previsto para 08 de agosto, com pré-venda liberada a partir do dia 02, na Amazon.

Sinopse
Aileen é uma jovem de dezesseis anos que sempre vê o melhor das pessoas. Após passar a infância na Inglaterra, ela retorna ao Japão no período de decadência dos samurais. Com a ajuda de Ikawa, seu melhor amigo, começa a se adaptar à sua nova vida, até que uma doença misteriosa atinge os moradores da cidade em que vivem. É então que os dois se veem numa jornada em busca da cura.

Durante essa aventura, eles conhecem Nara, cuja saúde é muito frágil, e Kasigi, um samurai que reluta em abandonar os velhos costumes. Juntos, eles terão de enfrentar fome, frio, cansaço e o que mais vier pela frente. E essa batalha será ainda mais dura para Alieen, que tentará descobrir sua origem, lutará para transformar Kasigi na pessoa boa que era e conhecerá o amor de uma forma dolorosa e inesperada.

Sobre a autora
Adriana Jungbluth é natural de Jundiaí, município do interior de São Paulo. Formada em Ciências Econômicas, atuou na área por catorze anos, mas abandonou a carreira para estudar Roteiro Cinematográfico na EICTV – Escuela Internacional de Cine y Televisión, em Cuba. Deste então, teve alguns curtas-metragens selecionados em competições internacionais, como o roteiro Beyond first sight, concorrente do Inroads Screenwriting Fellowship. Maybe just the plant, também de sua autoria, foi produzido em Berlim em 2018. Além dos roteiros, a escritora e roteirista tem diversos livros escritos e pretende publicá-los ao longo dos próximos anos.

maxwelladmin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *