Autor francês debate neoliberalismo na educação

Autor francês debate neoliberalismo na educação
Em A escola não é uma empresa, o sociólogo Christian Laval discute a crise de legitimidade da escola em tempos de avanço neoliberal e coloca em xeque os valores embutidos em termos hoje correntes na educação, como “inovação” e “eficiência”. A obra faz um diagnóstico geral das mudanças nos sistemas educacionais influenciadas pelo chamado neoliberalismo escolar.

Laval mostra como o Banco Mundial, a Organização Mundial do Comércio e a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico, entre outros órgãos, pressionam os sistemas de educação nacionais a fazer com que as instituições de ensino e os profissionais que nelas trabalham se moldem às necessidades do capitalismo contemporâneo. Vendidas como modernizadoras, medidas como as provas padronizadas e ideias como as de capital humano e de competências e habilidades se prestam mais a atender interesses do mercado que à formação e emancipação dos estudantes.

A Boitempo publica esta obra pioneira, que serviu de alerta para a luta em defesa da escola pública na França, em nova tradução e com um prefácio inédito do autor, que atualiza as questões discutidas na obra e as relaciona ao contexto brasileiro.

Ficha técnica
Título: A escola não é uma empresa
Título original: L’école n’est pas une entreprise
Autor: Christian Laval
Tradução: Mariana Echalar
Orelha: Afrânio Catani
Páginas: 288
Preço: R$ 59,00
Formato (largura x altura): 14 cm × 21 cm
ISBN: 978-85-7559-711-8
Coleção: Estado de Sítio
Editora: Boitempo
Apoio: Institut Français
Disponível a partir de: 4 de setembro
Sobre a autora
Christian Laval é professor de sociologia da universidade Paris-Ouest Nanterre-La Défense. É autor de A nova razão do mundo (Boitempo, 2016) Comum (Boitempo, 2017), ambos com Pierre Dardot.

maxwelladmin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *