CARDI B FAZ HISTÓRIA E ESTREIA EM PRIMEIRO LUGAR NA LISTA BILLBOARD HOT 100 COM “WAP (FEAT. MEGAN THEE STALLION)”

CARDI B FAZ HISTÓRIA E ESTREIA EM PRIMEIRO LUGAR NA LISTA BILLBOARD HOT 100 COM “WAP (FEAT. MEGAN THEE STALLION)”

Novo single da vencedora do Grammy e superestrela multi-platina Cardi B prova ser um grande recordista ao ocupar o topo dos charts. “WAP (Feat. Megan Thee Stallion)” é a música com mais reproduções de uma artista feminina na semana de estreia, a primeira com mais reproduções na semana de estreia em 2020 e se torna uma das TOP 3 estreias com mais reproduções no segmento de hip-hop em todos os tempos

O video oficial da música também quebrou recordes no YouTube

 

Vencedora do Grammy e artista multi-platina, recordista em vendas da Atlantic  Records, Cardi B continua a fazer história com o explosivo sucesso do novo single “WAP (feat. Megan Thee Stallion)”, que estreou em primeiro lugar na lista Billboard Hot 100. A faixa de sucesso, certificada ouro nos Estados Unidos na primeira semana, rapidamente quebrou múltiplos recordes, incluindo o status de música de uma artista feminina com mais reproduções na primeira semana, a com mais plays em uma semana de estreia em 2020, além de ser uma das TOP 3 músicas do segmento de hip-hop em volumes de stream em uma semana de estreia em todos os tempos. O single, já cheio de recordes, aumenta o histórico de Cardi B ao quebrar números e títulos, entre eles, o de primeira rapper feminina com maior número de músicas número um na lista Billboard Hot 100. Hoje, são quatro, com a inclusão de “WAP (feat. Megan Thee Stallion)”. A faixa, além disso, fez de Cardi B a primeira rapper feminina a ter um número um no chart Hot 100 em duas décadas diferentes e ser a terceira rapper feminina a estrear na posição de número um na Hot 100 como artista principal.

 

“WAP (feat. Megan The Stallion)” afirmou Cardi B como uma das artistas mais populares de todos os tempos na Apple Music, tendo conquistado na plataforma a maior estreia de uma artista feminina, bem como a música de uma artista feminina a atingir mais rápido a posição de número um em toda a história da Apple Music. A faixa, sucesso em todos os charts, marca a sétima faixa número um de Cardi B na Apple Music – a maior conquista deste tipo feita por qualquer artista feminina em cinco anos de história do serviço. A música ainda fez de Cardi a primeira rapper feminina a ter duas músicas como hit número um na lista Global do Spotify, sendo elas “Taki Taki (with Selana Gomez, Ozuna, and Cardi B)”, música de DJ Snake, e “WAP (Feat. Megan Thee Stallion).

 

“WAP (feat. Megan Thee Stallion)”, produzida por Ayo & Keyz, marca o primeiro lançamento de Cardi desde a estreia do single “Press”, de 2019. A faixa chegou acompanhada de clipe inédito, dirigido por Conlin Tilley e com colaboração de um cast composto exclusivamente por mulheres, que inclui as estrelas globais Normani, Kylie Jenner, Rosalía, Mulatto, Rubi Rose e Sukuhana. O registro também provou sua potência para quebrer recordes ao conquistar a melhor estreia de todos os tempos de uma colaboração completamente feminina do hip-hop em 2020 na YouTube, com mais de 41,9 milhões de visualizações no clipe oficial apenas nos Estados Unidos e mais de 82,3 milhões de visualizações globais.

 

Se você ainda não conferiu, clique e assista ao clipe aqui:

 

Junto com seu épico sucesso popular, “WAP (Feat. Megan Thee Stallion)” foi recebido com atenção extasiada da crítica musical em todo o mundo, com o Los Angeles Times declarando: “É um triunfo selvagem, desagradável e positivo para o sexo”. “WAP” é “um hino de rap sujo”, escreveu Pitchfork, “explodindo com a personalidade de dois dos nomes mais conhecidos do rap”. “WAP” é “um registro de evento que transcende o próprio evento”, elogiou o New York Times. “Em seus versos, tanto Cardi quanto Megan são exuberantes, afiadas e extremamente, extremamente vividamente detalhistas.” “Cardi e Megan são potências da sexualidade, independência e dominação feminina”, disse o Complex entusiasmado. “Em um gênero dominado por homens que muitas vezes é criticado por jogos de palavras misóginas com as mulheres, as duas rappers nunca se esquivaram de retomar a narrativa da feminilidade no hip-hop. E durante uma época em que as mulheres negras recorreram às redes sociais para defender sua proteção e apoio, enquanto se aqueciam em sua negritude, (‘WAP’) não poderia ser mais oportuno. ”

O espírito indisciplinado de Cardi B e a língua afiada da artista, fazem dela uma das estrelas mais incônicas desta ou de qualquer outra época – uma artista adorada, atriz aclamada e, claro, rapper de renome mundial. “Invasion Of Privacy” – que foi certificado de Ouro nos Estados Unidos, no dia do lançamento, o primeiro álbum de uma artista feminina a alcançar este marco – fez estreia igualmente extraordinária nas paradas musicais, chegando ao topo da lista SoundScan/Billboard 200, entrando ainda mais em outros charts, já na primeira posição, incluindo as listas “Top R&B/Hip-Hop Albums”, “Top Rap Albums” e “Top Digital Albums”. 

Indicada por “Melhor Álbum Rap” no Grammy Awards de 2019 – o que marcou Cardi na história da premiação, como a primeira artista solo feminina a ganhar esta categoria de prestígio – o agora 3x platina “Invasion Of Privacy” é destacado por uma verdadeira notável sequência de singles de sucesso, incluindo dois clássios número um “Bodak Yellow”, e o sucesso “I Like It”, com Bad Bunny e J Balvin, bem “Bartier Cardi (feat. 21 Savage)” e “Be Careful”, “Ring (feat. Kehlani)”, “Best Life (feat. Chance The Rapper)”, “I Do (feat. SZA) e “Drip (feat. Migos)”. Além disso, todas as faixas restantes deste projeto provaram serem ouro ou superior, firmando Cardi B como a primeira rapper a alcançar este feito histórico.

Antes de estrear “Invasion Of Privacy”, Cardi B já tinha no currículo “Money”, de 2018, quatro vezes platina, e “Please Me”, de 2019, com colaboração do amigo de longa data e parceiro de gravadora, Bruno Mars, três vezes platina. O ano passado viu também a estreia do single “Press”, também certificado platina, e também a colaboração na música de Ed Sheeran, “South Of Border (feat. Camila Cabello & Cardi B)”, tornar-se ouro. 

Primeira artista feminina a ter cinco singles no TOP 10 simultaneamente no chart Billboard Hot R&B/Hip-Hop Songs, bem como foi tida como a primeira artista feminina de rap a colocar dois hits na primeira posição da lista Hot 100 da mesma publicação. Cardi tem sido honrada com um maravilhosa gama de premiações importantes e nomeações no cenário musical, incluindo oito nomeações totais ao Grammy Awards, quatro BET Awards, 11 BET Hip-Hop Awards, quatro American Music Awards, quatro MTV Video Music Awards, seis ASCAP Pop Music Awards, 20 ASCAP Rhythm & Soul Music Awards, sete Billboard Music Awards, quatro iHeartRadio Muisc Awards, três iHeartRadio Titanium Awards, três Soul Train Music Awars, dois Teen Choice Awards e cinco Guinness World Records até a data de hoje.

Cardi esteve nas capas de inúmeras publicações nos últimos anos, incluindo, entre outras, Cosmopolitan, Rolling Stone, The New York Times Magazine, iD Magazine, CR Fashion Book, impressão anual de arte da W Magazine, Edição de Moda Primavera da Harper’s BAZAAR, PEOPLE em espanhol (na qual foi nomeada “Estrela do Ano”), para citar apenas algumas, e, mais recentemente a Vogue, em um ensaio com a filha Kulture, de dois anos.

Mais que isso, Cardi tem feito uma implacável série de aparições, incluindo uma hilária participação no programa “Carpool Karaoke”, quadro famoso do programa The Late Late Show with James Corden, na CBS, uma participação no Jimmy Kimmel Live!, da ABC, durante o popular quadro ‘Brooklyn Week’, uma performance estrelar no Saturday Night Live, da NBC, e presença história no The Tonight Show Starring Jimmy Fallon, também da NBC, no qual ela esteve como convidada musical e como a primeira co-apresentadora da história do programa. 

maxwelladmin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *