Autora Célia Cris Silva se une ao projeto Viva Personas para alegrar crianças internadas

Autora Célia Cris Silva se une ao projeto Viva Personas para alegrar crianças internadas

História gravada pela escritora já pode ser acompanhada no site Bisbilhoteca Viva

A autora Célia Cris Silva, escritora de literatura infantil, contos, microcontos e de livros didáticos e paradidáticos, se uniu à causa da Associação Viva e Deixe Viver ( vivaedeixeviver.org.br ), organização sem fins lucrativos que atua com voluntários contadores de histórias em 86 hospitais do País. Sua participação é um dos destaques desta semana do projeto Viva Personas, criado para levar por meio do ambiente virtual a magia da literatura para crianças e jovens hospitalizados.

Para a ação, Célia Cris Silva gravou a história “Ana e Ana”, de sua autoria, que narra a vida de duas irmãs gêmeas idênticas. A obra encanta pela delicadeza com que aborda a igualdade e as diferenças entre gêmeos idênticos e os sentimentos que acabam esquecidos.

Célia Cris Silva nasceu em Santos, mas atualmente mora em Curitiba (PR). Hoje, além de atuar como escritora, é mediadora de leitura e integrante do Coletivo Era uma vez, de escritores e ilustradores de Curitiba.

A contação gravada por ela está disponível desde segunda-feira (21/09) no portal BisbilhotecaViva. Para acompanhar, acesse o site: http://www.bisbilhotecaviva.org.br.

Além dela, as crianças ainda poderão se divertir com histórias contadas por personalidades como Antonio Fagundes, Giovanna Antonelli, Cláudia Raia, Jarbas Homem de Mello, Emicida, Sophia Abrahão, entre muitos outros.

Sobre o projeto – A idealização do Viva Personas começou quando o grupo de 1,3 mil voluntários da entidade se viu impedido de entrar em 86 hospitais espalhados pelo país para contar histórias às crianças e jovens internados. Essa atividade, que em agosto completa 23 anos, foi interrompida pela pandemia e as crianças, agora também isoladas em casa, ficaram ainda mais sozinhas. Para multiplicar o alcance da ação e transmitir carinho, afeto e esperança a todas as crianças e famílias brasileiras, os vídeos ficarão disponíveis por tempo indeterminado no site Bisbilhoteca Viva (www.bisbilhotecaviva.org.br).

Novidades toda semana – A lista de novas adesões ao Viva Personas não para de crescer e toda semana três novos vídeos são compartilhados no site Bisbilhoteca Viva. Além do site, uma boa maneira de acompanhar essa movimentação é pelo Instagram da Associação (@vivavdv). Para manter o vínculo com as crianças hospitalizadas, e que já estavam acostumadas com a presença dos contadores de histórias da Viva e Deixe Viver, a entidade utiliza o impulsionamento no Facebook e Instagram com uso do direcionamento das postagens por localização do endereço de todos os hospitais em que atua. E, para ser ainda mais inclusivo, os vídeos também contemplam linguagem em Libras.

Sobre a Associação Viva e Deixe Viver -Fundada em 1997, pelo paulistano Valdir Cimino, a Associação Viva e Deixe Viver (http://www.vivaedeixeviver.org.br) é uma Organização da Sociedade Civil (OSC) que conta com o apoio de voluntários que se dedicam a contar histórias para crianças e adolescentes hospitalizados, visando transformar a internação hospitalar num momento mais alegre, agradável e terapêutico, além de contribuir para a humanização da saúde, causa da entidade. Hoje, além dos 1.357 fazedores e contadores de histórias voluntários, que visitam regularmente 86 hospitais em todo o Brasil, a Associação conta com o apoio das empresas UOL, Volvo, Pfizer, Nadir Figueiredo, Safran, Mahle Metal Leve, Instituto Pensi e Instituto Helena Florisbal.

maxwelladmin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *