Som Livre disponibiliza álbum de Orlando Morais, originalmente lançado em 1991, pela primeira vez nas plataformas de música

Som Livre disponibiliza álbum de Orlando Morais, originalmente lançado em 1991, pela primeira vez nas plataformas de música

“Rota do Indivíduo” teve faixas nas trilhas sonoras de novelas como “Vamp” e “O Dono do Mundo”

A Som Livre relança, nesta sexta-feira (25), mais uma pérola da música brasileira. O álbum “Rota do Indivíduo” (1991), de Orlando Morais, chega pela primeira vez às plataformas digitais – ouça aqui. O projeto, indicado ao Prêmio Sharp de Música Brasileira, teve faixas incluídas nas trilhas sonoras de novelas de sucesso, como “Vamp”, “O Dono do Mundo” e “Ana Raio e Zé Trovão”.

“Rota do Indivíduo”, lançado originalmente em CD, traz as seguintes canções: “Grunir“, “Marujo de Estrada” e “Limpar“, todas com Toni Costa; “Logrador” e “Dita“, ambas com Antônio Cícero; “A Cara do Rio” (com Ronaldo Bastos), “Judeu“, “Vento e Lareira” (com Roberto Frejat), “Outra Esfera” (com Ronaldo Barcelos) e “Se Você Pensa” (de Erasmo Carlos e Roberto Carlos).

Além de Orlando Morais no vocal, a gravação conta com percussão de Marçalzinho, guitarra de Toni Costa, bateria de Jorginho Gomes e Artur Maia no baixo. A produção, por sua vez, é assinada por Paulo Henrique, Iúri e Guti Carvalho.

“Rota do Indivíduo” (1991) – Orlando Morais
Lançamento Som Livre – 25 de setembro/2020


Faixas

1- Grunir
2- Marujo de Estrada
3- Limpar
4- Logrador
5- Dita
6- A Cada do Rio
7- Judeu
8- Vento e Lareira
9- Outra Esfera
10- Se Você Pensa

Sobre a Som Livre
Sempre em busca de novos talentos e de portas abertas para diferentes vertentes musicais, há mais de 50 anos a Som Livre é responsável por apostar e lançar diversos nomes de sucesso no mercado. Hoje a Som Livre é muito mais do que uma gravadora, é a maior empresa nacional produtora de conteúdo e marketing musical.

Seja qual for a plataforma de lançamento, a Som Livre se faz presente como a trilha sonora de momentos especiais, refletindo assim as preferências e hábitos do público brasileiro. Durante sua história, a Som Livre lançou nomes importantes da música no país, como Djavan, Barão Vermelho, Cazuza e atualmente possui os maiores nomes da música nacional. Na linha de shows, a empresa é detentora de grandes festivais e eventos, como Festeja, Samba Demais, Destino Música e Arena Pop, além de assinar projetos para outras marcas, como o Glacial Fest, da Heineken.

No time de sertanejo e forró da Som Livre estão nomes como Marília Mendonça, Jorge & Mateus, Maiara & Maraisa, Wesley Safadão, Michel Teló, Zé Neto & Cristiano, César Menotti & Fabiano, Mano Walter, Xand Avião e Raí Saia Rodada. O samba e o pagode são estrelados por nomes como Thiaguinho, Alexandre Pires, Raça Negra, Tiee e o grupo Menos É Mais. A MPB é representada por Ney Matogrosso, Novos Baianos, Erasmo Carlos, João Bosco e no selo slap estão artistas como Maria Gadú, Marcelo Jeneci, Céu e Scalene. O pop e o funk trazem os fenômenos Lexa, Kevin O Chris, MC Kekel e a dupla Carol & Vitoria, enquanto o cast de rap carrega artistas como Edi Rock, Haikaiss e Filipe Ret. O selo austro de música eletrônica é formado por Bhaskar, Mojjo, Ralk e Samhara. E Ton Carfi, Davi Sacer e Clovis Pinho representam o gospel da Som Livre.

Som Livre, há mais de 50 anos a trilha sonora da sua vida.

maxwelladmin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *