Reveillon: Sidra artesanal é opção perfeita para celebrar o ano novo

Reveillon: Sidra artesanal é opção perfeita para celebrar o ano novo

Conheça três variações, todas fermentadas com levedura de vinho branco

A celebração do ano novo com certeza ficará ainda mais gostosa com as recém-lançadas sidras artesanais da linha One Step at a Time da Dádiva & Other Stuff, ou DDV&OS, novo projeto da cervejaria Dádiva.

São três diferentes rótulos disponíveis em latas de 473ml diferenciadas por cores.

Uma delas, a amarela, é fermentada com levedura de vinho branco. Ela é uma sidra elegante e seca, com sabor evidente de maçã, baixo dulçor e aromas delicados de frutas brancas. Acompanha bem carnes brancas grelhadas, queijos, castanhas e nozes.

Na lata com rótulo vermelho, essa mesma base feita com levedura de vinho branco foi feita com cacau, carvalho e canela. O resultado é uma sidra extremamente complexa que destaca bem as camadas de todos os adjuntos utilizados na receita. Acompanha bolos de maçã e de banana com canela.

Já a One Step at a Time verde passou pelo dry hopping (técnica de utilização de lúpulos na fase de maturação da bebida com o objetivo de acentuar os aromas trazidos pelo insumo à bebida) com lúpulo Calypso – que traz como características o cítrico e o frutado. O resultado é uma sidra surpreendente, com amargor, e que mistura aromas de maçã e pêra com um toque de limão. Ela combina bem com falafel e bolinho de bacalhau.

As sidras da DDV&OS são límpidas, de coloração amarela palha e gaseificadas. Elas possuem 9,2% de teor alcoólico. Uma excelente dica é degustá-las em um copo com bastante gelo, se a intenção for deixar o produto mais leve, ou entre 8º e 12º C .

A linha One Step at a Time pode ser encontrada em bares, empórios e e-commerces especializados em produtos artesanais. O preço sugerido para cada unidade é de R﹩ 27,90. Para mais informações, acesse a página de Instagram da produtora (@cervejariadadiva).

As sidras são bebidas feitas a partir da fermentação do sumo da maçã. Seu consumo é comum em alguns países da Europa e da América do Norte e, no Brasil, o interesse pela variedade artesanal tem crescido bastante.

maxwelladmin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *