RODA VIVAENTREVISTA A CIENTISTA POLÍTICA ILONA SZABÓ NA SEGUNDA-FEIRA (11/1)

RODA VIVAENTREVISTA A CIENTISTA POLÍTICA ILONA SZABÓ NA SEGUNDA-FEIRA (11/1)

APRESENTADA POR VERA MAGALHÃES, EDIÇÃO INÉDITA VAI AO AR A PARTIR DAS 22H, NA TV CULTURA

Na segunda-feira (11/1), o Roda Viva entrevista a cientista política e especialista em segurança pública Ilona Szabó. Diretora executiva do Instituto Igarapé, instituição especializada em segurança e desenvolvimento, ela foi a única brasileira incluída entre os 50 maiores pensadores do mundo, em 2020. Com apresentação de Vera Magalhães, a edição inédita vai ao ar a partir das 22h na TV Culturasite da emissora, Twitter,Facebook,YouTube LinkedIn.

Graduada em Relações Internacionais, pela Estácio de Sá, no Rio de Janeiro, Ilona tem mestrado em Estudos de Conflito e Paz, pela Universidade de Uppsala, na Suécia, e especialização em Desenvolvimento Internacional pela Universidade de Oslo, na Noruega. Também fez cursos de Lideranças Transformadoras, em Oxford, e de Gestão de Desarmamento, no Colégio de Defesa Nacional da Suécia, em Estocolmo.

Foi consultora do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento e da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que reúne as maiores e mais estáveis economias do mundo.

Em 2019, a cientista política foi nomeada pelo então ministro da Justiça, Sergio Moro, como suplente do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária. A escolha provocou ataques de setores radicais ligados ao governo. Diante dessas reações, por ordem do presidente Jair Bolsonaro, o ministro foi forçado a suspender a nomeação. Desde então, ela passou a sofrer uma série de ameaças, que a obrigaram a deixar o país.

Autora do livro Drogas: as histórias que não te contaram, foi a única brasileira incluída na lista dos 50 maiores pensadores do mundo, em 2020, publicada pela revista britânica Prospect, especializada em Ciências Políticas.

Participam da bancada de entrevistadores Patricia Campos Mello, escritora e repórter do jornal Folha de S. Paulo; Bruno Paes Manso, jornalista e pesquisador do Núcleo de Estudos da Violência da USP; Marcelo Godoy, repórter especial de política do jornal O Estado de S. Paulo; Luís Adorno, repórter do UOL; e Madeleine Lacsko, colunista do jornal Gazeta do Povo.
Realização: Fundação Padre Anchieta, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal – Lei de Incentivo à Cultura

maxwelladmin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *