MANHATTAN CONNECTION ESTREIA NA TV CULTURA COM PARTICIPAÇÃO DE FHC E MICHEL TEMER

MANHATTAN CONNECTION ESTREIA NA TV CULTURA COM PARTICIPAÇÃO DE FHC E MICHEL TEMER

COM MAIOR DURAÇÃO, PROGRAMA AMPLIA TAMBÉM A PARTICIPAÇÃO DE PEDRO ANDRADE, TRAZ CONVIDADOS DE FORA DO BRASIL E DOS ESTADOS UNIDOS E APRESENTA NOVO QUADRO E IDENTIDADE VISUAL

Com a estreia do Manhattan Connection – o programa independente mais antigo da TV a cabo no Brasil -, nesta quarta-feira (20/1), às 22h, a TV Cultura lança em sua programação a nova faixa jornalística da emissora, que apresentará outras atrações inéditas no período da noite, oferecendo ao público uma hora a mais de informação, de segunda a sexta-feira.

“A estreia do Manhattan Connection inicia uma nova fase da emissora, da programação da TV aberta. E a TV Cultura, enquanto TV pública, é agente ativa da democracia. Trazemos em nossa história, em nossos corredores, redações e funcionários esse gene. Dessa forma, o Manhattan e a TV Cultura se encontraram nos espaços em comum. Nos conectamos por valores-chave: a liberdade de expressão e o respeito”, diz José Roberto Maluf, presidente da Fundação Padre Anchieta.

Apresentado por Lucas Mendes, Pedro Andrade, Caio Blinder, Diogo Mainardi e Angélica Vieira, o novo Manhattan Connection será mais longo – três brakes -, terá maior participação de Pedro, um novo quadro e identidade visual e contará com mais convidados que moram fora do Brasil e dos Estados Unidos.

O novo quadro, cuja vinheta simulará uma placa de esquina em Nova York, mostrará ruas onde moraram nova-iorquinos que fizeram contribuições relevantes positivas ou negativas.

E em breve, a atração estará em novo estúdio e cenário. O local é o hotel Fasano, na 5ª Avenida, com uma paisagem nova-iorquina espetacular, de onde é possível assistir ao show dos leões-marinhos no Zoológico do Central Park. Além de apresentar uma nova economista fixa que participará do programa.

Edição de estreia

Nesta quarta-feira (20/1), dia da posse de Joe Biden, novo presidente dos Estados Unidos, o programa inédito e ao vivo terá as participações especiais dos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Michel Temer, e do jornalista Luis Fernando Silva Pinto para comentar a posse e o cenário político, diretamente de Washington. Além do prefeito de Recife, João Campos, e da deputada Federal Tabata Amaral, de São Paulo.

“Não fiquei ansioso com as estreias deste programa, no GNT e na Globonews, nem no primeiro deles em marco de 1993. Foram mais de 1.300 programas, 48 por ano em quase 28 anos, mas desta vez estou preocupado porque são muitas conexões com os convidados separados e a infernal Covid-19 que pode chegar sem convite. Se der certo, vai ser fantástico”, diz Lucas Mendes.

O programa de estreia apresentará também os novos estúdios, um para o inverno e outro para o resto do ano, e desenhos do novo cenário.

No novo quadro, que mostra onde moraram nova-iorquinos relevantes, a primeira esquina que será apresentada é a de Donald Trump no Trump Tower, em Nova York.

Angélica vai mostrar, ainda, os prédios e estúdios ocupados pelo programa ao longo de sua história e apresentará o novíssimo cenário no hotel Fasano. Após um ano trágico para NY, Pedro Andrade mostra a forma como a ‘Capital do Mundo’ está se reerguendo em plena pandemia.

E no primeiro boa noite do programa em 2021, será exibido o recém-inaugurado The Moynihan Train Hall, na belíssima estação de trem da Pennsylvania. Daniel Moynihan foi o senador americano que originalmente defendeu o plano do projeto por 30 anos.

Perfil Integrantes

Lucas Mendes

Mineiro de BH, Lucas começou a carreira de jornalista na Revista Fatos e Fotos no Rio de Janeiro em 1966. Foi para os Estados Unidos com uma bolsa do World Press Institute em 1968, no ano seguinte, 1969, foi contratado como correspondente da Manchete em NY, depois pela Globo de 1975 a 1990.

Criou o programa Manhattan Connection em 1993 para o GNT que depois migrou para a GloboNews. Trabalhou ao mesmo tempo como correspondente da TV Cultura e da BBC por mais de 10 anos . Suas colunas publicadas no Globo, Estadão, O Tempo , BBC e na revista Imprensa foram publicadas em dois livros, Crônicas da Big Apple e Reconexões. Em 2015 em Nova York, recebeu o Maria Moors Cabot da universidade Columbia, o maior prêmio para jornalistas americanos e latinos que contribuíram para as relações das Américas com os Estados Unidos.

Caio Blinder

Radicado nos EUA há mais de 30 anos, Caio integra a equipe do Manhattan Connection desde sua criação em 1993. No Brasil, Caio foi editor de Internacional da Folha de S. Paulo e das TVs Bandeirantes e Cultura. Nos EUA, foi correspondente e comentarista da Folha de S. Paulo e da rádio Jovem Pan.

Tem mestrados em Estudos Latino-Americanos pela Ohio University e Relações Internacionais pela University of Notre Dame. Paulistano do Bom Retiro, Caio se sente em casa em New Jersey. Mas, sempre que pode, foge para Manhattan.

Diogo Mainardi

Escritor, produtor e roteirista de cinema, Diogo Mainardi trabalha na imprensa. É sócio do site O Antagonista e tem uma coluna na revista Crusoé. Participa do Manhattan Connection desde 2003. Ganhou o Prêmio Jabuti, em 1990, com seu livro de estreia, Malthus: uma novela.

Angélica Vieira

A paulistana Angelica Vieira chegou a Nova York em 1987 e trabalhou com Lucas Mendes no escritório da TV Globo. Em 1989, Angélica foi editora de imagens e produtora freelancer da agência de notícias Reuters, trabalhando com clientes como a TV Record, SBT, BBC, Abu Dhabi TV, Antenna Greece e outros. Trabalhou 10 anos na TV Cultura, nos programas Jornal da Cultura, Metrópolis e Vitrine. Em 1993, tornou-se sócia-fundadora da produtora do Manhattan Connection com Lucas Mendes e produtora executiva do programa.

Durante anos, produziu o encerramento do programa pesquisando filmes com locações em Manhattan. Agora ela apresenta o seu segmento sobre as novidades, tendências e histórias de Nova York, sempre com uma novidade musical. Uma de suas melhores histórias é ter participado do videoclipe de Michael Jackson, They Don’t Care About Us, dirigido por Spike Lee.

Pedro Andrade

Jornalista residente em Nova York oriundo do Rio de Janeiro. No Brasil, ele construiu uma carreira de sucesso notável ancorando o Manhattan Connection.

Pedro apresenta o programa de viagens mais bem avaliado da América Latina, Pedro Pelo Mundo, no GNT, que explora o aspecto humano dos países através de transformações irreversíveis. Já explorou o Vietnã, Irã, Indonésia, México, Rússia, China,Omã, Cuba, Escócia, Etiópia, Colômbia, Botswana, Grã-Bretanha, entre outras nações. É também autor de best-sellers, tendo vendido mais meio milhão de livros na América Latina.

maxwelladmin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *