XII Festival Hercule Florence destaca o uso da fotografia na educação

XII Festival Hercule Florence destaca o uso da fotografia na educação

Chamamento para vídeo-relatos de professores se encerra no dia 31

As inscrições do chamamento público para educadores participarem do Festival Hercule Florence terminam no próximo dia 31. Por meio de vídeo-relatos, professores poderão contar as experiências com o uso da fotografia em suas práticas desenvolvidas em ambientes formais e não formais de ensino, para inspirar outros profissionais da educação.

“O objetivo é expor tais vivências, que muitas vezes não são evidenciadas e discutidas. Consideramos esses momentos de troca extremamente essenciais para o conhecimento e enriquecimento da prática, por isso daremos voz a esses professores. Projetos que coloquem seus educandos em posição de autonomia e protagonismo na construção do conhecimento serão privilegiados”, explica a coordenadora artística e produtora executiva Ana Angélica Costa.

Todas as informações e regras para inscrições estão no site: www.festivalherculeflorence.com.br

Os vídeo-relatos farão parte do Webinário “Quem olha, o que vê?”, a ser realizado entre os dias 20 e 27 de fevereiro e será direcionado a educadores, estudantes e pesquisadores dos cursos de Pedagogia, Licenciatura e outras áreas de conhecimento com o objetivo de, por meio de palestras e relatos de experiências, dividirem aprendizados dentro e fora dos muros da escola. “A ideia é trazer, para a discussão, práticas da fotografia e do audiovisual que não necessariamente estejam ligadas às disciplinas de artes, mas que possam tangenciar outros campos do saber como física, geografia e ciências”, completa a coordenadora.

Programação:

Até 31/01

Chamada de vídeo-relatos de professores

20 e 27/02 – 14h às 19h

Webinário “Quem olha, o que vê? – A fotografia e o audiovisual em ações educativas”

Palestras: Miguel Chikaoka, Carlos Eduardo Miranda, Cezar Migliorin, Inaê Coutinho, Alexandre Sequeira, Alik Wunder e Miriam Celeste Martins

Sobre o Festival

Criado em 2007, o Festival Hercule Florence tem como matriz a invenção isolada da fotografia no Brasil, feita em Campinas, em 1833, por Hercule Florence, considerado o pai da fotografia. Esse fato desencadeou na cidade atitudes fotográficas no percurso dos séculos. Dessa cultura fotográfica, nasceram os grupos de fotografia e o festival, a partir da criação da Semana Hercule Florence. Mais de 120 mil pessoas e 80 fotógrafos brasileiros e estrangeiros já participaram do evento ao longo dos anos.

Este ano, o XII Festival Hercule Florence é um dos projetos fomentados com recursos da Lei Aldir Blanc – EDITAL PROAC EXPRESSO LAB Nº 40/2020 por meio da SECRETARIA DE CULTURA E ECONOMIA CRIATIVA DE SÃO PAULO.

maxwelladmin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *