Canal Futura lança faixa de conteúdo infantil

Canal Futura lança faixa de conteúdo infantil

Com estreia no dia 5 de abril, programação educativa será segmentada por faixa etária e vai abordar temas como protagonismo das crianças, diversidade e resolução de conflitos

Distribuição multiplataforma inclui acesso gratuito pelo Globoplay e Canais Globo

Entre as atrações estão série com música de Fernanda Takai, animação da Nigéria, desenho dublado pela influenciadora Tia Má e episódio em aldeia indígena na Amazônia

O Canal Futura lança, no próximo dia 5 de abril, sua faixa de conteúdo infantil educativo, com animações, séries e programas produzidos em diferentes partes do mundo. A nova programação terá distribuição multiplataforma pelo Globoplay e Canais Globo e trará produções inéditas que reforçam o apoio à agenda de direitos da infância e da adolescência e marcam o início do mês da Educação – no dia 28 de abril é comemorado o Dia da Educação.

Organizada por faixas etárias – de 3 a 7 anos e de 8 a 12 anos -, a programação vai abordar, de forma lúdica, temas como protagonismo infantil, diversidade, inclusão, cultura, inovação, convivência na escola, resolução de conflitos, relações familiares e empatia, com conteúdos que desenvolvem habilidades adequadas a cada idade. As produções se alinham às diretrizes de aprendizagem da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), atuando em áreas do conhecimento como ciência, matemática, alfabetização, linguagens e socialização.

O conteúdo do Futura pode ser acessado também pelas plataformas dos Canais Globo e Globoplay, com acesso gratuito. Na TV, a nova grade de programação vai ao ar de segunda-feira a domingo, das 7h às 9h, e de segunda a sexta-feira, das 17h às 18h.

Episódio sobre menino que perdeu pai para COVID-19 e série sobre adolescente transgênero estão na programação

Desenvolvida por uma equipe multidisciplinar da Fundação Roberto Marinho em parceria com a consultoria Singular – Mídia e Conteúdo, a curadoria selecionou produções que retratam a infância a partir do ponto de vista da criança, em um painel de pluralidade e diversidade cultural.

São títulos como a animação nigeriana “Bino & Fino”; as séries colombianas “Nossas Brincadeiras” e “Cienciheróis”; a argentina “Neuroquê?” e a ficção australiana “Primeiro Dia”, em que a protagonista é uma adolescente transgênero e sua experiência na nova escola.

Um dos destaques é a coprodução internacional “O dia em que me tornei mais forte”, que conta com música-tema inédita composta pela cantora e compositora Fernanda Takai. Dois episódios foram produzidos no Brasil pelo Futura: um acompanha uma menina indígena que enfrenta barreiras impostas às mulheres em sua cultura, numa aldeia no Amazonas; o outro mostra um garoto que perdeu o pai para a COVID-19, em São Paulo. A iniciativa da instituição alemã Prix Jeunesse envolve 17 países de todo o mundo e fala sobre resiliência, a partir de histórias reais vividas por crianças.

Entre as produções brasileiras estão animações como “Aventuras de Amí”, da Bahia – que conta com a dublagem da jornalista e influenciadora digital Tia Má -; e “Bia Desenha”, de Pernambuco, além da série de ficção “Tabuh!”, que aborda temas sensíveis como morte e sexualidade. (Veja programação completa abaixo)

“Em momentos como o que vivemos, o combate às desigualdades reforça o papel social de uma TV Educativa. Estar pronta para se adaptar às necessidades de uma geração atropelada pela pandemia é um compromisso necessário. Seja com uma história, um personagem, um contexto, uma narrativa encantadora ou até uma simples dúvida que desperte o pensamento crítico, os recursos audiovisuais podem e devem ser um bom ponto de partida para transformações”, analisa José Brito, gerente do Canal Futura.

“Como o Futura é um canal que trabalha com a educação e os mediadores dessa relação entre criança e educação, buscamos um conceito de faixa que propunha esse tipo de conversa entre as crianças, seus pais, professores, cuidadores e agentes sociais”, conta Beth Carmona, Diretora de Conteúdo da Singular.

FAIXA DE PROGRAMAÇÃO INFANTIL

CANAL FUTURA

Estreia: Dia 05/04

Segunda-feira a domingo, das 7h às 9h

Segunda a sexta-feira, das 17h às 18h

A nova faixa infantil explora o universo plural das infâncias, pelo ponto de vista das crianças e suas relações com o mundo.

Veja as estreias abaixo:

Bia Desenha

Brasil (Pernambuco). Os primos Bia, 5 anos, e Raul, 6, dividem o mesmo quintal. Ali seus encontros depois da escola, para brincar e desenhar, se transformam em grandes aventuras. A série estimula a comunicação em uma família pouco convencional, investigando os temas que passam pela cabeça das crianças enquanto elas se expressam com letras, traços e cores.

Estreia: 05/04. Segunda e quarta-feira, 7h

Cienciheróis

Colômbia. Em todo o país, super-heróis anônimos lutam contra os males terríveis que ameaçam suas comunidades, olhando além do óbvio. Eles encontram soluções criativas e trabalham em equipe: são os Cienciheróis.

Estreia: Dia 5/04. Segunda, quarta e sexta-feira, 7h15

Tabuh!

Brasil. Série de ficção de quatro episódios que aborda, com leveza e humor, temas considerados tabu, como morte, sexualidade e crenças sobre a origem da vida. Os episódios são protagonizados por crianças.

Estreia: 5/04. Segunda-feira, 17h30

As Aventuras de Amí

Brasil (Bahia). A animação aborda o difícil e delicioso processo de crescimento das crianças, seus ritos de passagem e desafios, com a premissa de que a imaginação transforma o mundo em um lugar mais divertido.

Estreia: 6/04. Terça e Quinta-feira, 7h

Bino e Fino

Nigéria. A série acompanha um casal de irmãos gêmeos que descobrem aspectos diferentes sobre o mundo, a vida e a história do continente africano.

Estreia: 06/04. Terça e Quinta-feira, 7h07

Nossas Brincadeiras

Colômbia. Crianças apresentam suas brincadeiras favoritas e por que gostam tanto delas. O público pode descobrir as regras de jogos diferentes e conhecer as histórias de meninos e meninas para quem brincar é uma ferramenta de integração e inclusão.

Estreia: 06/04. Terça e Quinta-feira, 7h15

Território do Brincar

Brasil. Um convite para brincar, trocar, vivenciar brincadeiras, festejos populares, fazeres e saberes da infância, com crianças de diversas regiões do Brasil.

Estreia: 06/04, Terça e Quinta-feira, 7h22

O Dia Em Que Me Tornei Mais Forte

Co-produção internacional. A série – projeto internacional idealizado pela Fundação Prix Jeunesse, especializada em mídia de qualidade para crianças e jovens – fala sobre resiliência, em episódios baseados em histórias reais contadas por crianças do mundo todo. No Brasil, a série é realizada em parceria com o Futura, que gravou dois episódios – em uma aldeia indígena no Amazonas e em São Paulo.

Estreia: 07/04, quarta-feira, às 20h (horário especial)
Exibição: Terça e quinta-feira, 7h25

Neuroquê?

Argentina. Protagonizada pelo neurocientista Fabrício Ballarini, a série apresenta a história de um tio neurocientista e sua sobrinha. Em seus passeios, Fabrício tira dúvidas de Martina, faz brincadeiras investigativas e, com demonstrações simples, explica como funciona o cérebro humano.

Estreia: 06/04. Terça-feira, 7h30

Pequenos Grandes Talentos

Brasil. A série retrata a vida de crianças tocadas por um dom que lhes permitiu vencer adversidades e conquistar um lugar na História.

Estreia: 07/04. Quarta-feira, 7h30

Jogo Duro

Austrália. A série de ficção conta a história de Mikey, um garoto da Nova Zelândia que se muda para a Austrália e descobre um jogo ultracompetitivo de handebol na escola. Seus novos amigos unem forças para treiná-lo e enfrentar a rainha do esporte na escola. Uma série cheia de empatia e humor, com temas como multiculturalismo e inclusão.

Estreia: 19/04. Segunda e Sexta-feira, 7h30

Primeiro Dia

Austrália. A série de ficção acompanha Hannah Bradford, uma garota transgênero que precisa enfrentar os desafios de uma nova escola, onde vai cursar o Ensino Médio, e encontrar a coragem para viver seu verdadeiro eu.

Estreia: 21/04, Quarta-feira, 17h30

maxwelladmin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *