Troca-tintas

Gonçalo Viana

Era uma vez dois amigos, um cão alaranjado, uma pipa vermelha e uma árvore… branca?! Não pode ser! Vamos começar de novo.

Era uma vez uma nuvem verde… carregada de frutas? Este livro não está bom! Ou será as nuvens e as árvores podem se transformar se o ilustrador colorir o mundo como bem entender? Em Troca-tintas, Gonçalo Viana nos convida a desarrumar as ideias e a pintar a realidade de várias cores e tons. 

Troca-tintas é uma história sobre a possibilidade de revolucionar as cores – e os pontos de vista – e, assim, criar uma felicidade original. Primeiro livro infantil do autor, publicado em 2019, em Portugual, já levou o Prêmio Bologna Ragazzi 2020 | Menção especial Opera Prima, além de ser selecionado para o catálogo internacional The White Ravens 2020 e para o Nami Concours 2021.

Tags: tintas, crianças, literatura infantil, Feira do Livro de Bolonha

Book trailer de Troca-tintas, criado pela editora portuguesa Orfeu Negro: https://vimeo.com/393985025

Espetáculo criado pelo coletivo português Plataforma285: https://vimeo.com/395975483 

Incluir no site duas imagens do miolo

Ficha técnica

Título: Troca-tintas

Autor: Gonçalo Viana

Adaptação: Thais Rimkus
Páginas: 36
Formato: 21,5 x 28 cm
Apoio: DGLAB/Cultura Portugal
Preço: R$ 47,00
Encadernação: Brochura
ISBN: 978-65-5717-043-4
Ano de lançamento: 2021
Disponível em: 29 de março de 2021


Sobre o autor

Gonçalo Viana é formado em arquitetura, mas há algum tempo dedica-se exclusivamente a ilustrações, trabalhando para livros e revistas em diversos países e colecionando prêmios. Com Troca-tintas, recebeu, em 2020, a prestigiada menção especial na categoria “Opera Prima” da Feira Internacional do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha. 

Sobre o Boitatá

Fundado em 2015, o selo Boitatá surgiu da necessidade de trazer ao universo infantojuvenil o debate sobre política, cidadania e humanidades.Com mais de 20 obras publicadas, conta com importantes autores no catálogo como Olga de Dios, bell hooks, Janaina Tokitaka, Alexandre Rampazo, Maria Rita Kehl, Laerte Coutinho, Frank Tashlin, Antonio Gramsci, Vladímir Maiakovski, entre outros.

maxwelladmin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *