Diversidade da dança ganha espaço no Estação Livre na TV Cultura

Diversidade da dança ganha espaço no Estação Livre na TV Cultura

APRESENTADO POR CRIS GUTERRES, VAI AO AR NESTA SEXTA-FEIRA (23/4), ÀS 22H, NA TV CULTURA

Estação Livre desta sexta-feira (23/4), coloca em pauta a dança. Falando sobre danças africanas, funk, e com a história de um garoto de periferia que chegou ao Balé Bolshoi, as reportagens da edição mostram a diversidade desta expressão artística. A apresentadora Cris Guterres ainda recebe no estúdio Gabb Cabo Verde e Firmino Pitanga. A atração inédita é exibida a partir das 22h, na TV Cultura.

Gabb Cabo Verde, nascida em Angola e naturalizada brasileira, é dançarina profissional, coreógrafa, professora de dança, diretora de movimento, preparadora corporal de danças negras e instrutora formada do Afrovibe Dance Workout™, pesquisadora e atualmente coreógrafa de Rincon Sapiência. Firmino Pitanga é mestre da Cia. de Dança Negra Contemporânea Batá-Kotô, coreógrafo licenciado pela Universidade Federal da Bahia e desde 1987, quando voltou dos EUA, trabalha para levantar a dança negra.

Estação Livre conta a história de Wendel Silva, garoto da periferia que começou na dança de rua, passou a estudar balé e foi aceito na escola do Ballet Bolshoi. Além dele, o programa ainda fala sobre as Turmalinas Negras, grupo de dança contemporânea que reúne uma diversidade de mulheres. O NGKS, grupo criador do Passinho do Maloka, também marca presença na edição, mostrando que o funk é dança como todas as outras e exige dedicação.

Para finalizar o programa, Marcelino Melo, artista, produtor e fotógrafo aéreo, fala sobre o projeto Quebradinha. Com materiais reciclados, o artista constrói maquetes da periferia, que por sua vez criam a memória destes lugares.

maxwelladmin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *